Seja bem vindo, mas não pise na grama

Não espero comentários, mas serão todos bem vindos para falar...

quarta-feira, dezembro 08, 2010

A porta

A porta se abriu, e a luz entrou
iluminou o limiar do pensamento,
a pós-modernidade do meu momento
depois de passados anos;

O pó foi retirado e
as partículas se foram além;

Não foram só os tempos que mudaram!
Foram as lembranças 
boas e ruins
que ficaram;


R.G.Pfarrius



5 comentários:

Maria Borges disse...

Oi, Adorei seus poemas! Serei tua seguidora... Te encontrei através do Zé Urbano, somos da mesma cidade pertinho da praia...Humm! :)

Voltarei mais vezes aqui, beijos.

Nayara Oliveira disse...

Meu caro, que saudades de vir aqui!
E que delicadeza de palavras...
Um beijo

Malu disse...

Gosto imensamente de suas poesias ... :)


E recordações fazem parte , sejam boas ou não.
Sinal que vivemos.
;)



Bjo.

Anayss disse...

La luz
destellos de sueños
entre linias del tiempo...


Saludos.

Camila Paier disse...

Belo poema! E o que ficam são sempre lembranças, resquícios de vivências.
Um beijo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...