Seja bem vindo, mas não pise na grama

Não espero comentários, mas serão todos bem vindos para falar...

terça-feira, junho 24, 2008

Pessoa


AUTOPSICOGRAFIA

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas da roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama o coração


Fernando Pessoa

sexta-feira, junho 20, 2008

Drummond

"O amor não se retém por uma pedra em seu caminho, pois ele é o próprio caminho das pedras"

R.G.Pfarrius

Ao Amor Antigo


O amor antigo vive de si mesmo,
não de cultivo alheio ou de presença.
Nada exige nem pede. Nada espera,
mas do destino vão nega a sentença.

O amor antigo tem raízes fundas,
feitas de sofrimento e de beleza.
Por aquelas mergulha no infinito,
e por estas suplanta a natureza.

Se em toda parte o tempo desmorona
aquilo que foi grande e deslumbrante
a antigo amor, porém, nunca fenecee
a cada dia surge mais amante.

Mais ardente, mas pobre de esperança.Mais triste? Não. Ele venceu a dor,
e resplandece no seu canto obscuro
tanto mais velho quanto mais amor.


Carlos Drummond de Andrade

quinta-feira, junho 19, 2008

Super-Heróis

Um herói fora da lei e fora do tempo, um verdadeiro cowboy da música, cheio de mágica e poesia em todos os sentidos... um ser humano conturbado e diferente, que mesmo depois de anos de distânciamente ainda causa saudade no coração da gente!

R.G. Pfarrius

Super-Heróis


Hoje é segunda-feira e decretamos feriado
Chamei Dom Paulo Coelho e saímos lado e lado
Lá na esquina da Augusta quando cruza com a Ouvidor
Não é que eu vi o Sílvio Santos
Sorrindo aquele riso franco e puro para um filme de terror
Como é que eu posso ler se eu não consigo
concentrar minha atenção
Se o que me preocupa no banheiro, ou no trabalho é a seleção
(Vê se tem Kung Fu aí em outra estação)

Já na outra esquina
Dei três vivas ao rei Faiçal
O povo confundiu pensando que era o carnaval
Então eu disse a Dom Paulete: eu conheço aquele ali
Não é possível, dom Raulzito
Quem que no Brasil não reconhece o grande
trunfo do xadrez
Saí pela tangente disfarçando uma possível
estupidez
Corri para um cantinho pra dali sacar o lance de
mansinho
(adivinha quem era? Mequinho!)

Lá em Nova York todo mundo é feliz
Vi o Marlon dançando o último tango de Paris
Pedi cerveja e convenci o garçom do botequim
A não pagar o tal do casco
Ele aceitou pois sou um astro!
E duma cobertura no Leblon
Pelé acena dando aquela
Enquanto o povo embaixo grita: É o Rei,
Pelé despenca da janela
É quando, a 120, o Fittipaldi passa e quem ele atropela
(Meu Deus! Mequinho no chão, mais três velas)

Vamos dar viva aos grandes heróis
Vamos em frente, bravos cowboys
Avante! Avante! Super-Heróis
Ai-oh Silver!
Shazan

terça-feira, junho 17, 2008

BILHETE

"Os gênios não são reconhecidos por sua sagacidade ou poder... e sim por sua capacidade de tocar o coração humano!" - R.G.Pfarrius

E, por mais incrível que pareça...poucos tem sensibilidade e tato para entender essa capacidade...

Bilhete

Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
tem de ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...


Mario Quintana


quinta-feira, junho 12, 2008

Pra você Amor!



Dia dos namorados, dia de São Valentin, Valentine's Day. São tantos nomes para dizer a mesma coisa.
É um dia especial, mesmo sendo um dia normal, entende?
Não é feriado, nem dia santo, mas como o natal, traz lembranças, e saudades. É nessas horas que a gente lembra do primeiro beijo, mas não o primeiro beijo que você deu na sua vida, o primeiro de verdade, pra valer, aquele que começou a história, a jornada. O meu foi em frente à casa dela, e desde lá são quase 6 anos de felicidade, contratempos, brigas, beijos, beijos e mais contratempos.É nessas horas que você lembra da primeira briga, aquela que acabou com a tua paz de espírito.
É a vida, flores e espinhos, mas principalmente flores, amores e o perfume... ah, o perfume!
É num dia como esse que todas as boas lembranças passam à frente das ruins, apagando o passado. pensamos no futuro, com os pés no presente e, acima de tudo, pensamos no que sentimos, no quanto sentimos, no quanto amamos e, ainda mais, na falta que faz aquele corpo lindo ao teu lado na cama e o sorriso maroto, aqueles olhos inquisidores e maravilhosos que me inebriam e convencem, e vencem.
É num dia como esse que temos certeza do que fazemos, temos certeza de nossas escolhas e acima de tudo, de todas as coisas, sabemos bem lá no fundo que somos amados.
Ah! Não é necessário dizer aqui o tamanho do amor que sinto dentro de mim, da maneira como ele transborda do meu ser como uma aura iluminada que ultrapassa a carapaça e sai pra fora para espreitar o mundo.
Agora estamos longe um do outro, espero que por pouco tempo, estamos juntos, mesmo longe, pois, maior do que a distância, é o laço que nos une. Mais que amor, mais que esperança, mais que carinho, é puro sentimento, pura nitroglicerina. Pega fogo!
Não são muitas palavras, nem tão belas, essas que escrevo. mas saíram do meu coração, e lá ainda estão instaladas.
Ela é minha mulher, amante, amiga, companheira, confidente, amante (e como!), minha namorada, meu amor.
Pra você amor, feliz dia dos namorados!

Te amo Lu!
Rafa

segunda-feira, junho 02, 2008

Anda na linha!!

Anda na linha!!

Algumas pessoas me dizem: Cara! Anda na linha!
Que linha é essa a que todos devem seguir? A linha dos meus pensamentos? Se for essa, ihhh! Hoje em dia tá difícil. Ando na linha sim, mas faço as retas se retorserem de vez em quando, afinal ninguém anda reto por muito tempo, não é?
As vezes penso em estudar... mas dá aquela preguiça, aquela... que é digna de qualquer baiano, aquela gostosa digna de rede e tudo... na falta de uma rede para a mente, um bom livro serve, mas não um que tenha muitas reviravoltas, esses cansam a mente do vivente, essas nem pensar. Prefiro um Paulo Coelho nessas horas. Nada tenho contra o Paulo, muito em contrário, o tenho em mais alta conta, ou tinha até ele falar do Raul, daí caiu um pouquinho, só um poquinho. Pensar é um exercício, dos mais cansativos, não é? Não me admira que muitas pessoas se abstenham desse desafio, pensar virou uma atitude perigosa por aí, vai que você tem uma idéia... e aí? O que você vai fazer? E vai que ela é boa? Bah, daí a coisa fica pior ainda. As pessoas apontam você na rua: "Olha alí mãe! Alí vai um ser pensante!", ah! Se fosse mesmo assim.
Você anda na linha? Nem eu, eu ando em círculos, volto de vez em quando donde partí, pois é bom voltar às orígen vez em quando. Porquê? Oras, por que sim! É bom ver por onde você começou, uma vez que você está longe de chegar em algum lugar, ou mesmo que já tenha chegado... o gostinho que dá é ótimo... você devia experimentar uma vez ou outra, eu recomendo.
Ande na linha e quem sabe pode acabar no fim da estrada, ou caindo do planeta! Quem sabe?

R.G. Pfarrius
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...